Check list para abrir seu próprio escritório corporativo

O mercado de diversas áreas tem se expandido devido ao fato de que muitas pessoas estão realizando seus desejos de abrir seu próprio negócio. Contudo outros que apenas desejam e não colocaram o plano em prática se sentem perdidos ao iniciar seu projeto.

móveis corporativos
Com o intuito de facilitar a dar o primeiro passo separamos alguns pontos que é preciso analisar:

  • Definir o ramo        
    É importante decidir qual será o tipo de negócio que estará abrindo e verificar no mercado as oportunidades de crescimento, estude concorrência, leia artigos de especialistas, faça cursos, participe de eventos entre outros. É de extrema importância que abra algo com que você tenha maior facilidade, habilidade ou que pelo menos tenha a ver com suas características, pois será esse prazer de trabalhar que fará com que a empresa caminhe rumo aos lucros.
  • Ter um plano de negócio           
    Ao iniciar o planejamento do seu próprio negócio é importante planejar os doze primeiros meses de operação. Analise quanto irá gastar na abertura e quais serão os custos fixos mensais. Ao calcular o tamanho do investimento inicial, considere o capital de risco e as despesas pessoais.
    Neste momento é importante separar três pontos: autoavaliação, a razão de existir do negócio e a viabilidade econômico-financeira.
  • Encontre um lugar
    É importante definir o local que irá abrir seu negócio, pensando principalmente nos seus futuros clientes e na facilidade de locomoção, no entanto um espaço bem localizado gera maiores custos. Analise as possibilidades.
  • Sócio
    Trabalhar com pessoas nunca é uma tarefa fácil, um sócio pode trazer pontos positivos quanto negativos. Ter um parceiro ajudará a dividir a parte financeira e acrescentar com as especialidades e suas experiências. Mas determine um sócio que realmente se dê bem e que vocês conseguirão atuar unidos, evitando problemas futuros. Uma coisa é ser amigo outra é trabalhar juntos.
  • Verifique a documentação necessária         
    Cada atividade precisa de determinas documentações, pesquisa com a associação do seu ramo o que você precisará para abri-lo. Por outro lado existem as documentações básicas para todos os ramos como:
  1. CNPJ: é um cadastro que deverá ser feito no Ministério da Fazenda e Receita Federal, o qual fará com que o empreendimento exista nacionalmente.
  2. Contrato Social: é um documento que detalha o acordo firmado entre os donos da empresa informando quem são os donos, capital inicial da empresa, o nome da empresa de registro, quanto de poder em ações e o que cada um faz na empresa.
  3. Inscrição estadual: é uma declaração que mostrará ao município quantas empresas são abertas, servindo também para que o empreendimento funcione corretamente e pague devidamente os seus impostos.
  4. Alvará da prefeitura: documento que mostrará a sua cidade que foi aberta o seu negócio. Tendo um valor a parte da inscrição estadual.
  5. Bombeiros: todos os locais de funcionamento devem cumprir uma norma de segurança, sendo preciso pagar uma taxa anual e uma vistoria realizada no espaço.
  6. Vigilância sanitária: no caso de ser um estabelecimento que terá o manuseio e armazenamento de alimentos a vigilância é ainda maior, mas todas as empresas precisam de uma autorização da vigilância sanitária.
  • Móveis corporativos        
    Ao adquirir o próprio negócio é importante que os donos forneçam uma boa qualidade de trabalhado aos funcionários, incluindo além de salários e benefícios, como também o investimento para os móveis corporativos, os quais precisa carregar uma ergonomia adequada e de alta qualidade fornecida pela ABNT, juntamente com a funcionalidade do mesmo, como, por exemplo, gaveteiros nas mesas de escritórios e rodinhas nas cadeiras.

Abrir o próprio negócio requer muita paciência e organização tanto financeira quanto em documentação e isso exigirá maior tempo da sua vida. Separe esse tempo, pois apesar do grande trabalho, a satisfação será ainda maior.

Veja o vídeo para dicas e cuidados ao abrir seu próprio negócio.