Qual a importância da ergonomia nos móveis corporativos

móveis corporativosA ergonomia se resume em desenvolver uma integração perfeita entre as condições de trabalho, as capacidades e limitações físicas e psicológicas. Ela pode ser ocasionada devido à má qualidade dos móveis corporativos, como uma cadeira mal fabricada sem maiores confortos e facilidades. O objetivo da ergonomia é aumentar a eficiência organizacional (produtividade e lucros), segurança, saúde e conforto do trabalhador.

Para obter uma boa ergonomia aos funcionários atente-se aos móveis de escritório, sendo o principal item as cadeiras de escritório. Elas devem atender alguns itens básicos, tais como:

  • Ter apoio para os braços, eles auxiliam na função de sustentação com objetivo de aliviar a tensão dos ombros e coluna cervical;
  • Regulagem de altura é importante para que os pés estejam apoiados no chão, caso isso não seja possível deve-se utilizar o apoio para os pés;
  • Os revestimentos de assento planos ajudam a facilitar a circulação, é importante investir no material do produto.
  • O encosto é fundamental para a curvatura da coluna vertebral, com possibilidade de regulagem de altura e profundidade a fim de apoiar a coluna vertebral de cada usuário. Proporcionando também maior liberdade de movimentos adequando-se a postura.

5 problemas ocasionados pela falta de ergonomia

Trabalhar no mínimo durante oito horas seja sentado ou em pé, requer muitos cuidados para evitar lesões e dores musculares. Por isso a ergonomia no trabalho é fundamental. A falta deste pode acarretar a diversos problemas de saúde sendo atualmente o grande problema de afastamento de trabalhadores no INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social. Além de causar grande problema ela pode ocasionar a perda de produtividade na empresa. Conheça 5 delas:

  1. Hérnia de disco: é a ruptura do material de um órgão ou víscera. Ocasionado pelo trabalho físico pesado, postura de trabalho estático, trabalho repetitivo, inclinar e girar o tronco frequentemente entre outros.
  2. Dor nas costas: é a queixa mais comum, cerca de três em cada quatro adultos vão ter dor nas costas durante a vida. Causados pelo sedentarismo, herança genética, postura no trabalho, levantar pesos inclinando a coluna para frente e idade.
  3. Lombalgia: é o conjunto de manifestações dolorosas que acontecem na região lombar. Inúmeras circunstâncias contribuem para o desencadeamento das síndromes lombares, como fatores genéticos e antropológica obesidade, atividades profissionais, sedentarismos, hábitos posturais entre outros.
  4. Dor ciática: é uma dor localizada no nervo ciático, que se inicia na região lombar e passa pelas nádegas e vai até a parte mais baixa de uma ou duas pernas. A causa dessa enfermidade pode estar relacionada a traumatismo, hérnia, ruptura ou desvio dos discos.
  5. Escoliose: é uma deformação morfológica da coluna vertebral. 70% dos casos têm causa desconhecidas, mas os outros 30% estão relacionados às sequelas de doenças neurológicas, pós-traumática e oriunda de uma má-formação.

A empresa deve oferecer o máximo de conforto e qualidade de trabalho ao funcionário, e o colaborador, deve exigir seus direitos quando a empresa não fornece móveis corporativos adequados, por exemplo. Ergonomia é um direito do trabalhador e um dever da empresa, o qual precisa oferecer um ambiente e móvel de ótima qualidade.